Convento
do passado

A história do Convento do Beato remonta ao século XV, quando a Raínha D.Isabel deu ordem para que fosse construída uma ermida. No seculo XVI, Frei António da Conceição, mais tarde designado Beato António incentiva a construção do Convento sobre a ermida. Reza a história que com apenas 7 tostões, que receberam de esmolas, conseguiu dar início à construção do esplendoroso Convento. A sua magnífica obra ficou conhecida como “Convento do Beato”. Cedo toda a freguesia onde fora edificado o Convento, passa a ser conhecida como Freguesia do Beato.

Os materiais usados na construção do Convento do Beato, predominantemente mármores brancos com laivos de jaspes vermelhos de origem nacional, conferem-lhe não só características únicas como também uma forte resistência, como se comprovou aquando do Terramoto de 1755.

No final do século XVIII, uma das alas do Convento passa a ser utilizada como Hospital Real Militar e em 1834 o negociante João de Brito compra parte das edificações, entretanto parcialmente destruídas por um incêndio de grandes dimensões.

Assim se deu início à utilização do Convento para fins industriais, instalando-se uma moderna unidade fabril onde funcionou pela primeira vez em Portugal uma máquina a vapor. 15 anos mais tarde, em 1849, a Rainha D.Maria II concede autorização para a utilização da marca “Nacional” nos produtos daquela empresa como reconhecimento ao industrial João de Brito. Derivado à sua magnifica construção o Convento do Beato foi em 1984 classificado pelo IPPAR como Património de Interesse Público tendo sido de início utilizado para realização de eventos de cariz cultural.

Em 1999 o grupo Cerealis adquire a Nacional e por inerência o espaço do Convento do Beato. Ciente do valor inestimável que este espaço constitui para o mercado de eventos nacional, inicia um processo de melhoramentos que levou a que em 2011 e 2014 fosse eleito “Melhor espaço de eventos em Portugal”.

Posteriormente em 2018, devido ao interesse dos mercados estrangeiros e crescente procura pela nossa cidade de Lisboa, o grupo Larfa Properties, adquire o Convento e os edifícios envolventes com o objectivo de implementar um projecto urbanístico, acreditando que este será mais uma alavanca para a valorização desta inovadora zona da cidade. Pelo reconhecimento que o Convento do Beato tem, a nível nacional e internacional, e por muitos considerado o melhor espaço de Eventos na Europa, o Grupo Larfa Properties afirma o intuito de continuar a investir na actividade de eventos, sendo por isso, o Convento do Beato, alvo de um projecto de grandiosa intervenção, com o melhoramento das suas infra-estruturas, permitindo conjugar a magnitude do edifício e sua história com as melhores condições para a realização de variados tipos de eventos.